Financiando seus estudos na Holanda

A Holanda não seria o maior país, mas seu sistema de educação superior está entre os melhores da Europa. Com uma matrícula relativamente baixa acompanhada de um custo de vida econômica, a Holanda é um país onde a educação não tem um preço exorbitante.

CUSTO DOS SEUS ESTUDOS

Financiamento

  • Registro

O ensino superior na Holanda é muito atraente entre estudantes locais e internacionais por mais de um motivo. No entanto, a baixa inscrição, que os alunos recebem acompanhada pelo baixo custo de vida, são os dois principais motivos pelos quais esse país viu um influxo constante de estudantes internacionais. Com a universidade pública que custa 1.700 a 1.906 € por ano para cidadãos da UE, a Holanda é uma opção excepcionalmente mais acessível em comparação com um país como o Reino Unido. Aqueles que são residentes de países da UE não podem lidar com números tão elevados quanto € 20,000 dependendo da Universidade. Os custos das universidades privadas são significativamente mais elevados e a taxa de matrícula pode custar cerca de 14 000 euros por ano. O montante pode esperar que um estudante na Holanda pague mensalidades, seguros, livros e material de estudo combinado, varia entre € 700 e € 900 por mês.

  • Custo de vida

Estudantes universitários na Holanda tendem a viver fora do campus e gastar € 300 a € 600 por mês em alojamento. Esta figura é, em muitos casos, menor, pois muitos estudantes dividem o custo da habitação com até 4 colegas de quarto. Os últimos números mostram que a despesa mensal média dos estudantes nos Países Baixos varia entre 800 e 1.100 €. Isso inclui o dinheiro gasto em materiais de lazer, alimentação e aprendizagem.

FINANCIANDO SEUS ESTUDOS

Suporte público

Dos 16 mil milhões de euros disponíveis em bolsas de estudo na Europa, a Holanda possui uma grande parte desse número. Estudantes na Holanda são, portanto, capazes de financiar uma parte substancial de seus estudos sem ter que gastar fora do bolso. Um dos meios mais populares para obter apoio financeiro ao estudar na Holanda através do Studiefinanciering. Studiefinanciering é um dos subsídios governamentais escolhidos pelos holandeses mais estudantes, bem como estudantes da Europa que estudam na Holanda.

No entanto, existem certos critérios que devem ser cumpridos para que um aluno se qualifique para essa bolsa de estudos. O primeiro é que o candidato deve ter menos de 30 anos de idade, mas acima de 18 anos de idade. Além disso, há uma certa quantidade de horas que um requerente é obrigado a trabalhar, ou certas horas que um parceiro ou pai precisa trabalhar na Holanda, para se qualificar. Os custos que podem ser cobertos pelo Studiefinanciering não incluem apenas a taxa de matrícula, mas também a habitação e o transporte, tornando-se uma ótima maneira para um estudante na Holanda pagar confortavelmente as despesas adicionais que acompanham seus estudos.

Financiamento

Prestatiebeurs é outra bolsa governamental disponível para estudantes nos Países Baixos. Uma das principais diferenças entre o Studiefinanciering eo Prestatiebeurs é o fato de que a renda dos pais de um aluno não é levada em consideração para determinar se um aluno é aplicável para receber os Prestatiebeurs ou não. A quantia máxima entregue por um Prestatiebeurs é de € 269 por mês.

O suplemento dos Beurs também é financiado pelo governo e está disponível para estudantes que precisam de ajuda financeira. A elegibilidade, bem como o valor recebido depende da renda dos pais do aluno. O montante máximo recebido através dos “Beurs adicionais” é de € 289.

No Brasil também existem programas que beneficiam seus estudantes disponibilizando o financiamento em instituições de ensino superior públicas ou privadas e os mais comuns são o Sisu, Prouni e Fies. Mas para isso os interessados devem ficar atentos aos principais temas da redação enem.